Textos, Imagens, Humor, Críticas, Literatura, Música, Filmes, Séries, Desenhos, Quadrinhos, Internet, Notícias e alguma sacanagem sadia...

domingo, 31 de outubro de 2010

Texto Amigo #1 - "Democracia é coisa do Demo!"


Abrindo essa nova seção onde postarei textos e críticas de alguns inteligentes - e avariados - amigos...

Os brasileiros são preguiçosos e aproveitadores. É só ter um feriado ou dia livre que logo correm à praia para aproveitar o sol e se espreguiçar numa rede, tomando água-de-coco. Você 'tá lendo isso e se pergunta: e a Democracia e o demo a ver com isso?

Vamos lá. Por causa da praia ou dia livre, os ignorantes brasileiros deixam tudo de lado, inclusive seu futuro. É, o futuro deles depende de quem eles votam nas eleições, mas os mesmos não ligam a mínima para isso. Por que se importar com algo que só acontecerá em alguns anos, se pode curtir um sol maneiro hoje?

Por pensar assim, os brazucas choram as pitangas quando já é tarde. Reclamam muito dos políticos que eles mesmos elegeram ou, por não votar, deixaram de eleger. Ficam putos com a situação precária, quase indigente em que são deixados pelos governantes, mas A-D-O-R-A-M ganhar os brindes, bonés e camisetas durante a campanha.

Desse jeito, acumulam frustrações seguidas, mas não tomam vergonha na cara. Votam pela simpatia, pela beleza, pelos brindes, menos pelo que é correto: propostas sólidas e boas idéias. Chiam quando o barraco é levado pela chuva, quando ficam presos no enorme engarrafamento ao meio do dia, quando há um blecaute generalizado na cidade. A culpa é do governante incompetente ou do povo, que votou nele? Outra coisa sobre o povo: botar uma dúzia de filhos no mundo para passar fome junto com eles não ajuda na situação. Não consigo entender essa matemática: 1(um) na pindaíba + 1(uma) na miséria = 14 indigentes. Não há governo que dê jeito nisso. Enquanto o povo pensar que a obrigação de sustentar os filhos que eles têm é dos governantes, a população se fode mais e a democracia sai chamuscada. Porque eles colocam nos outros a responsabilidade que seria deles.

Quem prefere um dia de praia e reclama de ter que votar é o mesmo imbecil que vai afirmar, depois das eleições, que todos os políticos são safados mesmo, que não faz diferença votar em Fulano ou Beltrano. A democracia das elites agradece o seu desinteresse e pede, por obséquio, que ignore as próximas eleições também, e todas as seguintes. Porque, enquanto você disser que a "Democracia" só serve aos interesses dos ricos e poderosos, é que ela só servirá mesmo a estes interesses. E por favor, pensamento livre, sempre. Pastor que pede votos aos fiéis não tem credibilidade nem para divulgar a palavra de Deus.

Jorge Alexandre Schubach - Jornalista, Amigo e Eleitor revoltado.

CONTINUE LENDO >>

sábado, 30 de outubro de 2010

Papo de Boteco #1 - "Estupidamente Gelada" (A estréia de uma nova tirinha)

Em um boteco qualquer de uma cidade qualquer, dois homens se encontram religiosamente para beberem suas sagradas cervejinhas e colocarem suas abençoadas conversas em dia... eles são Afonso e Betão. E essa é mais uma tirinha que você só encontrará por aqui!

* Qualquer semelhança com seus primos, tios, amigos, colegas da faculdade e parceiros de trabalho, será mera coincidência.
Cliquem nas imagens, se quiserem ver e ler melhor! =)

CONTINUE LENDO >>

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Charles Chaplin


O HOMEM e o ARTISTA:

Sir Charles Spencer Chaplin Jr., (nascido em Londres, 16 de Abril de 1889 e falecido em 24 de Dezembro de 1977), mais conhecido como Charlie Chaplin, foi um ator, diretor, produtor, roteirista, dançarino, dublê, cantor, compositor e músico britânico (tocava piano, violino, clarinete e violoncelo). Chaplin foi um dos artistas mais famosos e completos do período conhecido como "A Era de Ouro do Cinema Americano".

Além de atuar, Chaplin dirigiu, escreveu, produziu e eventualmente compôs as trilhas sonoras de praticamente todos os seus filmes, tornando-se uma das personalidades mais criativas e influentes do cinema mudo. Chaplin foi fortemente influenciado por um antecessor, o comediante francês Max Linder, a quem ele dedicou um de seus filmes. Sua carreira no ramo do entretenimento durou mais de 75 anos, desde suas primeiras atuações quando ainda era criança nos teatros do Reino Unido durante a Era Vitoriana, quase até sua morte aos 88 anos de idade. Juntamente com Mary Pickford, Douglas Fairbanks e D.W. Griffith, Chaplin fundou a United Artists em 1919, um dos estúdios mais lucrativos e conhecidos do Cinema Mundial.

Em 2008, em uma resenha do livro Chaplin: A Life, o escritor Martin Sieff revela: "Chaplin não foi apenas 'grande', ele foi gigantesco. Em 1915, ele ressucitou um mundo dilacerado pela guerra trazendo o dom da comédia, risos e alívio enquanto ele próprio estava se dividindo ao meio pela Primeira Guerra Mundial e pela crise da Grande Depressão. Durante os próximos 25 anos, através da Segunda Grande Guerra e da ascensão de Hitler, ele lutou para permanecer naquilo que ele mais gostava: no Cinema. Chaplin foi maior do que qualquer outro artista. É duvidoso que algum outro indivíduo tenha dado mais entretenimento, prazer e alegria para tantos seres humanos quando eles mais precisavam."

Por sua inigualável contribuição ao desenvolvimento da sétima arte, Charles Chaplin é o mais homenageado cineasta de todos os tempos, sendo ainda em vida condecorado pelo governos britânico (ganhou o reconhecimento de "Cavaleiro do Império Britânico", adotando o termo imperial Sir antes do nome) e do governo francês (sendo também reconhecido pela "Légion d 'Honneur", uma condecoração aos mais ilustres e honrados artistas do planeta), também pela conceituada Universidade de Oxford (onde se tornou um "Doutor Honoris Causa") e pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas dos Estados Unidos (onde finalmente, ganhou um Oscar especial por todo o conjunto de sua obra, em 1972).

Seu principal e mais conhecido personagem é conhecido como Carlitos, O Vagabundo ("The Tramp", nos EUA), um andarilho pobretão que apesar de não ter moradia e passar fome, possui todas as maneiras refinadas, a bondade e a dignidade de um cavalheiro, usando um fraque preto esgarçado, calças e sapatos desgastados e mais largos que o seu número, um chapéu-côco, uma bengala de bambu e - sua marca pessoal - um pequeno bigodinho quadrado.

Chaplin foi uma das personalidades mais criativas que atravessou a era do cinema mudo; atuou, dirigiu, escreveu, produziu e financiou seus próprios filmes. Foi também um talentoso jogador de xadrez e chegou a enfrentar o campeão estadunidense Samuel Reshevsky.

Era tido como um gênio, não só artístico como humanitário, já se impondo em causas e campanhas sociais. Metade da arrecadação de seus filmes, eram investidos em hospitais, asilos e orfanatos.

SUAS OBRAS-PRIMAS:

Apesar dos filmes "falados" tornarem-se o modelo dominante logo após serem introduzidos em 1927, Chaplin resistiu a fazer um filme assim durante toda a década de 1930. Ele considerava o cinema uma arte essencialmente pantomímica (feita por expressões e gestos). Ele disse, uma vez: "A ação é geralmente mais entendida do que as palavras. Assim como o simbolismo chinês, isto vai significar coisas diferentes de acordo com a sua conotação cênica. Ouça uma descrição de algum objeto estranho — um javali-africano, por exemplo; depois olhe para uma foto do animal e veja como você fica surpreso".

Durante o avanço dos filmes sonoros, Chaplin produziu Luzes da Cidade (1931) e Tempos Modernos (1936), antes de se converter ao cinema "falado". Esses filmes foram essencialmente mudos, porém possuiam música sincronizada e efeitos sonoros. Indiscutivelmente, Luzes da Cidade contém o mais perfeito equilíbrio entre comédia e sentimentalismo; em relação à última cena, o crítico James Agee escreveu na revista Life em 1949 que foi a "a mais tocante atuação já registrada em celulóide". Cinco anos depois, Tempos Modernos é realizado por Chaplin, e é o primeiro a conter falas — geralmente provenientes de objetos inanimados, como rádios ou monitores de TV. Isto foi feito para ajudar o público da década de 1930, que já estava fora do hábito de assistir a filmes sem sons. Além disso, Tempos Modernos foi o primeiro filme em que a voz de Chaplin é ouvida (no final do filme, a canção "Smile", composta e cantada pelo próprio Chaplin num dueto com Paulette Goddard, é perfeitamente ouvida). No entanto, para a maioria dos espectadores, este ainda é considerado um filme mudo — e o fim de uma era.

O primeiro filme realmente falado de Chaplin, é O Grande Ditador (1940), realizado como um ato de rebeldia contra o ditador alemão Adolf Hitler e o Nazismo, e foi lançado nos Estados Unidos um ano antes do país abandonar sua política de neutralidade e entrar na Segunda Guerra Mundial. Chaplin interpretou o papel de Adenoid Hynkel, ditador da "Tomânia", claramente baseado em Hitler e, atuando pela primeira vez em um papel duplo, também interpretou um barbeiro judeu perseguido frequentemente por nazistas, o qual é fisicamente semelhante ao seu eterno vagabundo Carlitos. O filme também contou com a participação de um outro comediante, o ator Jack Oakie, no papel de Benzino Napaloni, ditador da "Bactéria", uma sátira do ditador italiano Benito Mussolini e do Fascismo; e de Paulette Goddard, no papel de uma mulher sofrida, porém valente, no gueto judeu. O filme foi visto como um ato de coragem no ambiente político da época, tanto pela sua ridicularização do nazismo quanto pela representação de personagens judeus ostensivos e de sua perseguição. É até hoje, algo raro, ousado e inédito na História do Cinema... em pleno período de Guerra, Chaplin praticamente debocha do maior Ditador do Planeta e todo o mundo assiste! Mais do que justo, O Grande Ditador foi indicado ao Oscar de Melhor Filme, Melhor Ator (Chaplin), Melhor Ator Coadjuvante (Oakie), Melhor Trilha Sonora (Meredith Willson) e Melhor Roteiro Original (Chaplin).

SEU FIM:

A saúde de Chaplin começou a declinar lentamente no final da década de 1960, após a conclusão do filme A Countess from Hong Kong, e mais rapidamente após receber seu Oscar Homorário em 1972. Por volta de 1977, ele já tinha dificuldade para falar, e começou a usar uma cadeira de rodas. Chaplin morreu dormindo aos 88 anos de idade em conseqüência de um derranme cerebral, no Dia 25 de Dezembro, em plena noite de de Natal de 1977 em Corsier-sur-Vevey, Vaud, Suiça e foi enterrado no cemitério comunal. Foi casado 4 vezes e teve 11 filhos. Em 1991, Oona O'Neill, sua quarta e última esposa, faleceu e foi sepultada ao lado do cineasta.

SEU LEGADO e as CURIOSIDADES:
  • O Vagabundo é provavelmente o personagem mais imitado em todos os níveis de entretenimento. Há rumores de que o próprio Chaplin participou uma vez de um concurso de imitadores de Charlie Chaplin, e acabou ficando em 3º lugar.
  • Além de uma saudável rivalidade profissional, Charles Chaplin e o comediante Buster Keaton pensavam muito um no outro. Keaton afirmou em sua autobiografia que Chaplin foi o maior comediante que já viveu, e o maior diretor de filmes de comédia. Chaplin também admirava Keaton, tanto que o recebeu de braços abertos na United Artistis em 1925, aconselhou-o ir contra sua mudança desastrosa para a Metro-Goldwyn-Mayer em 1928 e, em seu último filme estadunidense, Limelight, escreveu uma parte especialmente para Keaton como seu primeiro parceiro de comédia desde 1915.
  • Todos os personagens humorísticos criados pelo comediante mexicano Roberto Bolaños, o criador de Chaves, Chapolin, Dr. Chapatin, possuem as iniciais "CH" como homenagem à Charles Chaplin.
  • No filme indiano Punnagai Mannan, o ator indiano Kamal Haasan inspirou-se em Chaplin para construir o personagem "Chaplin Chellappa".
  • Em 1985, Chaplin foi homenageado com sua imagem em um selo postal do Reino Unido, e em 1994 ele apareceu em um selo dos Estados Unidos, desenhado por caricaturista Al Hirschfeld.
  • Na década de 1980, a IBM produziu uma série de comerciais com um imitador de Chaplin para divulgação de seus computadores.
  • O asteróide 3623 Chaplin, descoberto pela astrônoma soviética Lyudmila Georgievna Karachkina em 1981, foi batizado em homenagem a Chaplin.
  • Em 1992, foi feito um filme sobre a vida de Charlie Chaplin, intitulado Chaplin, dirigido por Richard Attenborough e estrelado por Robert Downey Jr. e Geraldine Chaplin, a filha de Chaplin na vida real, interpretando sua própria avó. O filme foi indicado ao Oscar de Melhor Ator (Downey Jr.), Melhor Direção de Arte e Melhor Trilha Sonora.
  • Os últimos dois filmes de Chaplin foram produzidos em Londres: A King in New York (1957) no qual ele atuou, escreveu, dirigiu e produziu; e A Countess from Hong Kong (1967), que ele dirigiu, produziu e escreveu.
  • Muitos não sabem, mas o último filme de Chaplin foi estrelado por Sophia Loren e Marlon Brando, e Chaplin fez apenas uma pequena participação no papel de um mordomo.
  • Ele também compôs a trilha sonora de ambos os filmes, assim como a canção-tema de A Countess from Hong Kong, "This is My Song", cantada por Petula Clark, chegando a ser a canção mais popular do Reino Unido na época do lançamento do filme.
  • Durante seus anos ativos como cineasta, Chaplin expressava certa indiferença pelos Oscars; seu filho descreve que ele provocou a ira da Academia ao deixar seu Oscar de 1929 ao lado da porta, para não deixá-la bater. Isto talvez explique porque Luzes da Cidade e Tempos Modernos, considerados por várias enquetes como dois dos melhores filmes de todos os tempos, nunca foram indicados à um único Oscar.
  • Depois de ter sido exilado na Suíça, após a cruel perseguição McCartista que colocou muitos diretores e atores na lista negra de Hollywood por vínculos anti-capitalistas, Chaplin só retornou aos EUA nos últimos anos de sua vida, para receber o seu Oscar pelo conjunto de toda a obra que construiu em função da Sétima Arte... e num dos discursos mais bonitos e tocantes da História da Academia, Sir Charles Chaplin disse emocionado: "Eu nunca quis sair dessa terra que tanto trabalhei e que me ajudou a ser um grande artista. Fui obrigado a me retirar por questões políticas que não aceitavam explicações. Mas sinto-me hoje orgulhoso, emocionado, glorificado, com os olhos cheios de lágrimas e com o coração batendo mais forte por ver que vocês me recebem de braços abertos e me dão uma chance de provar que jamais os esqueci. Afinal, meus filmes não foram feitos só por mim, mas por todos vocês...!"
ABAIXO, UMA SEQUÊNCIA MAGNÍFICA DE TEMPOS MODERNOS (sobre a mecanização humana no trabalho, a exploração das grandes fábricas e o uso das novas máquinas enaltecidas pela Revolução Industrial):


*Charles Chaplin é a oitava imagem no título deste Blog!

CONTINUE LENDO >>

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Podcast #1 - "The Walkind Dead, a série de TV"

Bom, o meu primeiro Podcast é sobre um novo seriado - "The Walking Dead" - que ainda vai estrear aqui no Brasil em algum canal a cabo e que eu pude ter a EXCELENTE oportunidade de ver num episódio-piloto que "vazou" na Internet.

O seriado vai além da temática de zumbis... estamos falando da dramatização humana e da luta para manter a sanidade num mundo onde todos só querem uma coisa: sobreviver!

OUÇAM AQUI A MINHA CRÍTICA FALADA (e cuspida) E SAIBAM UM POUCO MAIS SOBRE ESSE ÓTIMO SERIADO:


* Robert Kirkman é o criador de "The Walkind Dead"; no Podcast eu repentinamente esqueci seu nome e falei Alex Kirkman!!!

CONTINUE LENDO >>

Pérolas do Orkut - Pênis torto!

Clique aí na imagem para visualizá-la melhor...!


* Durex é mil e uma utilidades!

CONTINUE LENDO >>

terça-feira, 26 de outubro de 2010

Seção Nostalgia - Sylvinho Blau Blau

O nome da banda era Absinto, ou "Abyntho", que seja! Mas o sucesso desse grupo, que passou pelo início da década de 80 como um rápido foguete, foi a ingênua e, por sinal, ridícula música chamada "Ursinho Blau Blau". Não há como não associar a banda por esse grande hit que fizeram.

A letra era mesmo boba: "Ai, meu ursinho Blau Blau de brinquedo, conte a mim o teu grande segredo... diz pra ela que ela é demais... ai, de mim, ai!... ai, Blau Blau... Blau Blau, acho que ela não me quer..." e por aí vai. Se já na época, era considerado um grande besteirol termos que aceitar um cara conversar com seu ursinho de pelúcia sobre um grande amor que o rejeita, hoje seria até coisa de viadinho vermos um marmanjo se desabafar com um bichinho de pelúcia só porquê a mulher que ele gosta não o quer.

Mas peraí... a música era mesmo bem patética, mas não vamos negar que o vocalista Sylvinho se tornou um novo "Elvis" das festinhas americanas quando começava a cantar o tal Ursinho Blau Blau. Aquela música babaca até que se encaixava com o visual espevitadamente divertido do Sylvinho. O cara se apresentava com um estilo brincalhão que acabava conquistando a platéia, principalmente as menininhas, já que o rapaz também posava de galã nos palcos. Mas confesso que o palhação tinha uma voz até que legal, sonoramente cabível ao tipo proposto pela música. Mas as pessoas vão crescendo e se tornando "más". E aquela música, que tanto nos alegrava e nos divertia em qualquer cantinho de festa pela letra boba e pelos gritinhos finos de Sylvinho, anos mais tarde foi considerada uma canção para pessoas com retardo mental.

Mas cá entre nós: em volta de todo esse lixo musical que é o funk, o pagode e o axé... eu prefiro mil vezes a tal música do Ursinho!!!

PRA RELEMBRAR A MÚSICA NA ÍNTEGRA:


*Marcel Camp gostava da parte "Ai de mim, Ai"! Rs.

CONTINUE LENDO >>

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

A gente se vira como pode! #1


* É de "gambiarras" que se vive a vida...!

CONTINUE LENDO >>

domingo, 24 de outubro de 2010

VEM AQUI NO MEU BLOG ENTREVISTA #2 (José Serra)


Depois de eu prometer que sua popularidade poderia subir e que ele ganharia mais simpatia entre os eleitores, o candidato a Presidente José Serra aceitou realizar essa entrevista. Contudo, conhecendo sua vaidade e brio, não disse que a entrevista seria publicada em um simples Blog de humor, mas sim, num site jornalístico de grande e notória importância. Imediatamente, Serra colocou sua melhor gravata e chamou seu melhor cinegrafista para gravar tudo.

VemAquiNoMeuBlog: Candidato, o senhor mostrou muita hesitação nessa campanha. Foi o último a se dizer candidato, foi o último a anunciar o vice, e até hoje não anunciou oficialmente o seu programa de governo. Não são muitos atrasos que podem ter repercussão negativa na campanha?

JS: Não creio. Porque eu era governador de São Paulo, não quis misturar governo com campanha, de fato eu fiz o anúncio já na véspera de deixar o governo. Embora tivesse tomado uma decisão minha, mas não ia começar a me comportar como candidato... além do mais, não dizem que “os últimos serão os primeiros”? Se o ditado for verdadeiro, então eu estou bem! (risos)

VemAquiNoMeuBlog: Bom, desde que você não seja o marido traído, afinal, os cornos são também os últimos a saberem!

(Nesse momento, o candidato José Serra bebe um copo d’água e me envia um sinal feio com a mão).

VemAquiNoMeuBlog: Candidato, o senhor está prometendo um aumento do salário mínimo para R$ 600 já em 2011, um aumento de 10% nas aposentadorias e pensões. O orçamento, que já está no Congresso, ele prevê R$ 278 bilhões de gastos com a Previdência no ano que vem. Então, isso significa, um aumento de 10%, R$ 28 bilhões?

JS: É algo que vai ser feito e eu acho que é necessário. E por outro lado, eu pesei bem a questão dos custos e como financiá-los.

VemAquiNoMeuBlog: O senhor também acredita em Papai Noel?

JS: Mas é claro que sim!!! Devemos sempre ser REALISTAS!

VemAquiNoMeuBlog: O senhor está contando com uma receita que pode vir a aumentar. O senhor não vai cortar de lugar nenhum?

JS: Sim, sim... corte irá ter. Eu estou dizendo que temos uma receita adicional, que está subestimada, se você pegar o PIB e a inflação, está tudo subestimado. Assim, você tem o aumento das contribuições dos empregados por conta do aumento do salário mínimo. Ah, e esqueci de responder na pergunta anterior que também sempre espero o coelhinho da Páscoa me dar aqueles ovinhos coloridos lindos!

VemAquiNoMeuBlog: Mas o senhor não respondeu onde vai ter corte?

JS: Teremos cortes em cargos de confiança, cabides de emprego, apertos, cortes de desperdícios, renegociação de contratos, que a meu ver estão inflados. Então, vamos efetivamente conseguir delimitar esses recursos. Eu já tenho também experiência suficiente em Orçamento para saber que o orçamento que aprova ele nunca é real. Por vários motivos. E o governo sempre acaba encaminhando para o lado que deseja. Nesse caso, eu simplesmente vou apontar as áreas de corte, as áreas de revisão e mandar para o Congresso essa proposta. E quem recusar ou reclamar, mandarei cortar seus pintos também!

VemAquiNoMeuBlog: Candidato, além do salário mínimo e da aposentadoria, o senhor fez outra promessa: 13º para o Bolsa Família como se o programa de assistência fosse uma espécie de emprego. O seu partido defendia uma porta de saída para quem é dependente do Bolsa Família. Eu gostaria de saber o que aconteceu, o senhor mudou de opinião?

JS: Não. Primeiro, nós criamos as bolsas. Eu criei a bolsa alimentação no governo Fernando Henrique, o Paulo Renato criou a bolsa escola, metade dos beneficiados do atual Bolsa Família já eram beneficiados por esses dois programas. Fora outros programas existentes. O que o governo Lula fez foi só juntar e chamar Bolsa Família depois que o Fome Zero não deu certo. E no caso do Bolsa Família, uma outra proposta que eu fiz há mais tempo é de encaminhar para educação profissional os filhos das famílias da Bolsa Família, quando chegam à adolescência para poderem ter uma formação profissional. Também penso, se for eleito, criar o Bolsa Putaria, para ajudar os filhos das putas, digo, os filhos de prostitutas que passam por necessidades também.

VemAquiNoMeuBlog: O senhor tem insistido muito na tecla de que o eleitor deve procurar comparar as biografias dos candidatos que estarão concorrendo nesta eleição e não comparar os Governos. Por quê essa tática?

JS: Até acho importante comparar alguns governos, mas as biografias são ainda mais necessárias quando precisamos reconhecer se determinado candidato possui de fato um experiente histórico político. Além do mais, com isso, também dou a chance dos meus futuros eleitores buscarem fotos minhas do passado quando eu tinha uma bela e vasta cabeleira e verem o quanto eu era lindo!

VemAquiNoMeuBlog: Candidato, nesta eleição, o senhor destaca muito a sua experiência política. Mas na hora da escolha do seu vice, houve um certo conflito exatamente porque houve uma demora para o aparecimento desse nome. Muitos dos seus críticos atribuem essa demora ao seu perfil egocêntrico e centralizador. Com isso, o nome do deputado Índio da Costa como seu vice, só apareceu 18 dias depois da sua oficialização, da convenção que oficializou a sua candidatura. O senhor considera que o deputado, em primeiro mandato, está pronto para ser o vice-presidente, uma função tão importante?

JS: Deixa só eu te dizer uma coisa. Câmeras, por favor, foque em mim agora e afaste um pouco o close... eu não sou centralizador. Eu sei que tenho a fama de centralizador, mas no trabalho, eu delego muito. Eu sou mais um cobrador. Eu acompanho tudo. E quem disse que sou egocêntrico? Essas informações estão um pouco equivocadas, deviam ter olhado melhor todo meu fabuloso e impecável histórico quando fui Governador de São Paulo e um impecável Ministro da Saúde, para saber que não sou egocêntrico. Além do mais, com o nome que tem, meu vice mandará flechadas certeiras em cima de nossos opositores políticos e os queimarão numa grande fogueira em Brasília!

VemAquiNoMeuBlog: O que acha da engraçada comparação que fazem de sua fisionomia com o do personagem ranzinza Mister Burns, do desenho animado “Os Simpsons”? O senhor também se acha parecido?


JS: Bom, não vejo muita similaridade não... mas ao menos, é melhor do que me compararem com o Gollum do “Senhor dos Anéis”!

VemAquiNoMeuBlog: E quanto a confusão causada num bairro da zona oeste do Rio onde manifestantes rivais, acertaram uma bandeirinha na sua careca?

JS: Nem preciso dizer para qual candidato eles representavam, né? Um bando de selvagens! Mas depois também não deixei barato e enfiei a mesma bandeirinha num lugar muito incômodo para eles: na urna eletrônica!

VemAquiNoMeuBlog: Tem alguma coisa para falar aos nossos eleitores?

JS: Olha, eu queria em primeiro lugar, agradecer a vocês por essa oportunidade. Eu tenho uma origem modesta, meus pais eram muito modestos. Eu acho que eles nunca sonharam que um dia eu estaria sendo candidato à Presidência da República e que ainda pude ter a chance de pegar num fuzil da polícia militar, uma experiência única (diz revirando os olhinhos). Acabei virando professor universitário, mas também sempre ligado às questões públicas, desde que eu fui presidente da União Nacional dos Estudantes até hoje. O que eu peço hoje, é que acreditem em mim, assim como eu acredito no Papai Noel e no Coelhinho da Páscoa, como eu afirmei!

VemAquiNoMeuBlog: Vamos para um bate bola, jogo rápido?

JS: Nunca fui muito bom em futebol, mas se a partidinha for rápida, até que dá...

VemAquiNoMeuBlog: Não, refiro-me em responder de forma instantânea perguntas aleatórias que formularei agora!

JS: Ah, sim... vamos lá!

VemAquiNoMeuBlog: Um governo ideal?

JS: O meu, no futuro

VemAquiNoMeuBlog: Um ídolo?

JS: Eu.

VemAquiNoMeuBlog: Uma cor preferida?

JS: Branca. Além de representar a paz, representa a medicina no qual sou apaixonado!

VemAquiNoMeuBlog: Um povo ideal?

JS: Os que votarem em mim!

VemAquiNoMeuBlog: Um povo que você evitaria?

JS: Aqueles formados por ex-metalúrgicos, ex-guerrilheiros e líderes sindicais.

VemAquiNoMeuBlog: Um filme que mais gosta?

JS: Milagre na Rua 34. Adoro histórias verídicas!

* Essa entrevista foi totalmente mentirosa, assim como as promessas de José Serra.

CONTINUE LENDO >>

sábado, 23 de outubro de 2010

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Rambo


Rambo foi o herói de uma série de filmes de ação iniciada na década de 80, cujas características e história foram inspiradas numa obra do escritor David Morrell, intitulada First Blood e publicada em 1982. Contava a história de John Rambo, um veterano do Vietnã e ex-Boina Verde que após sair derrotado de uma guerra sangrenta e sem propósitos, encontra uma outra muito mais difícil de ser vencida... a do preconceito e da exclusão. Rambo era um soldado condecorado e tido como um dos melhores combatentes por seus militares, mas na cidade, as pessoas o tratavam mal, o humilhavam e o ignoravam, por ele "espelhar" uma guerra que a América havia perdido. O drama contido na obra vai além da superação pessoal e dos traumas psicológicos imbuídos em Rambo... a pergunta que o personagem nos deixa é: "o que adianta ser considerado um herói nos campos de batalha, se na sociedade, você é apenas um lixo?"

Foram feitos quatro filmes até hoje, todos protagonizados pelo ator Sylvester Stallone. São eles:

ORIGEM:

David Morrell diz que a escolha do nome Rambo foi inspirado pela "força do som" no nome das maçãs do gênero Rambo que ele encontrou na Pensilvânia, e ele sentiu que a pronúncia de Rambo era semelhante ao nome de Arthur Rimbauld, o título do famoso trabalho de uma temporada no inferno, que lhe parecia "uma metáfora para o prisioneiro de guerra, cujas experiências ele imaginava que Rambo havia sofrido."

BIOGRAFIA DE RAMBO:

John Rambo, nasceu em 7 de junho de 1947 em Bowie, Arizona, filho de um índio americano, (Rauwakee Rambo, de acordo com o último filme, seu pai) e uma mulher descendente de alemães (Marie Dragoo, sua mãe). Rambo é graduado em Rangeford High School, e depois se alistou no exército dos Estados Unidos com a idade de 17 anos, em 8 de junho de 1964. Ele foi mandado para o Vietnã do Sul, em Setembro de 1966. Um ano depois, em 1967, ele voltou para os Estados Unidos e começou o treinamento nas Forças Especiais (os Boinas Verdes), em Fort Bragg, Carolina do Norte. Nesse treinamento, ele aprende também a pilotar helicópteros. No final de 1969, Rambo foi re-incorporado para o Vietnã, por ser considerado e avaliado por toda sua base militar, como um dos melhores soldados em treinamento. Em Novembro de 1971, ele foi capturado pelas forças norte vietnamitas perto da fronteira chino-vietnamita em um acampamento para prisioneiros de guerra, onde ele e outros prisioneiros americanos foram cruelmente torturados. Rambo fugiu do cativeiro em Maio de 1972.

Após o seu regresso aos Estados Unidos, Rambo encarou um outro inferno... esse muito mais complexo de ser controlado. John descobriu que muitos civis americanos odiavam o retorno de soldados, e ele foi submetido à constantes humilhações e constrangimento por ter comunidades anti-guerra jogando lixo nele e o chamando de "matador de bebês". Além de constatar também que muitos de seus amigos que serviram com ele na guerra, adquiriram doenças e câncer precoce devido a exposição dos produtos químicos usados para dizimar as aldeias vietnamitas. Toda essa sua experiência sangrenta e desumana no Vietnã aliado à humilhação e perseguição ao voltar para casa, resultou em um caso extremo de estresse pós-traumático que isolou John Rambo e o deixou um homem cada vez mais anti-social, solitário e amargurado.

AS 10 FRASES MAIS MARCANTES DE SEUS FILMES:

1- "A pior Guerra é aquela travada aqui...!" (Diz Rambo apontando para o peito, numa conversa com uma vietnamita que o ajuda em Rambo 2)
2- "Ele foi treinado para ser o melhor entre os melhores. Por isso, é óbvio que ele reconhece uma dor... mas vai ignorá-la!" (Coronel Trautman para o burocrata Murdock)
3- "Vamos mandar mais de 30 homens para capturar o seu animal, duvido que Rambo escape!" - "Então é melhor encomendar mais de 30 sacos de cadáveres!" (Coronel Trautman para o xerife)
4- "Deus tem Piedade, acredito que Rambo não!" (Coronel Trautman)
5- "Enquanto homens no poder continuarem medindo ganâncias e forças, guerras sempre existirão... o problema é que eles mandam jovens inocentes brigarem por eles!" (diz Rambo para Trautman)
6- "O que você chama de inferno, Rambo chama de Lar!" (Trautman para o burocrata Murdock)
7- "Porquê sempre o chamam para uma guerra, John?" - "Porquê eu sou descartável" - "O que é ser descartável? - "Sabe quando lhe convidam para uma festa, você não vai e ninguém se importa? É mais ou menos isso...!" (Rambo numa conversa com a vietnamita que o ajuda em Rambo 2)
8- "Posso falar com o Jim?" - "Ele partiu." - "E que horas ele volta?" - "Jim morreu!" - "O quê?" - "O câncer o comeu todo por dentro. Aquele maldito líquido laranja que tacavam dos helicópteros acabou com ele!" (Conversa de Rambo com a esposa de um de seus melhores amigos)
9- "Como não conseguiram capturá-lo? Eu mandei duas patrulhas e mais um caminhão fechar o cerco... meu deus do céu, Rambo é um só!" - "Mas temos que admitir, senhor... o desgraçado vale por mil!" (Conversa de um policial com o xerife em Rambo 1)
10- "Na selva, no meio daquele inferno, me tratam como um Deus e me enchem de condecorações e medalhas... mas aqui na cidade, não me oferecem nem um emprego num posto de gasolina!"

AQUI, UMA DAS CENAS QUE COMPROVAM O QUANTO O PERSONAGEM É HUMANO:


* Rambo é a sétima imagem no título do meu Blog!

CONTINUE LENDO >>

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Os Insetos #3 - "Morrendo"






* Tirinha protagonizada por Marimbondo Moribundo e Grilo Grilado (Clique nas imagens para uma melhor visualização e leitura)

CONTINUE LENDO >>

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

As igrejas estão acabando com os cinemas!!!

Desculpem amigos leitores, mas farei hoje um desabafo.

Desde há algum tempo, venho notando a crescente invasão das Igrejas Evangélicas em nossos bairros e em nossas cidades. Moro no Rio de Janeiro e, infelizmente, em todo canto que eu olho vejo uma Igreja da Universal, da Congregacional, da Pentecostal e do caralho-tal sendo construída em cada esquina de rua como se fosse uma padaria. Dando pães a quem tem fome, os hipócritas da Bíblia estão pouco a pouco dominando nosso pequeno universo de diversão. O cinema está sendo a principal vítima desses calhordas!

Antes de mais nada, quero deixar bem claro aqui, que minha revolta se torna ainda mais coerente porquê sou um cinéfilo, um cara que gosta muito de cinema. Aliás, acredito que o cinema deve passar muito mais lições dentro de seus filmes do que as próprias igrejas evangélicas que vivem transmitindo sua maior mensagem: "nos dando grana, todos vão para o céu".

Infelizmente, o espaço físico que ainda abrigava os cinemas de rua estão sendo demolidos pouco a pouco - ou muito a muito, como queiram! - pelos responsáveis direto ligados à essas igrejas. Se já não bastasse fazer de trouxa as pessoas mais ignorantes, os poderosos da demagogia cristã estão acabando com o divertimento e o lazer da gente. Hoje, praticamente, só existem cinemas em Shoppings. E enquanto eu testemunho a destruição de mais um cinema num bairro que eu frequentava, eu observo frustradamente a construção de mais um clube da fé... onde quem ganha a bênção, é aquele que deposita mais dinheiro no cu do pastor!!!

* Marcel Camp é agnóstico.

CONTINUE LENDO >>

terça-feira, 19 de outubro de 2010

Pérolas do Orkut - Batman ou Homem-Aranha?

* Cliquem na imagem e leiam a sandice! rs

CONTINUE LENDO >>

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

domingo, 17 de outubro de 2010

Marcel Camp fará um filme pornô!


Desculpem meus leitores desavisados, mas essa até que poderia ser uma notícia verdadeira. Depois de tantos nomes famosos como os de Alexandre Frota (O ex-ator que percebeu que não tinha mais chances em novelas), Rita Cadillac (A ex-chacrete que consulta seu filho toda vez que faz um filme desses), Grazi Fantini (uma ex-paquita que deve ter surpreendido muitos baixinhos), Vivi Fernandes (A ex-Malandrinha que deu uma de malandra quando viu seu emprego de dançarina de TV ir pelo ralo abaixo), Márcia Imperator e Oliver (Dois ex-contratados do Teste de Fidelidade do Programa João Kleber que perderem o emprego), Matheus Carrieri (Também um ex-ator, um ex-modelo e um ex-cluído do meio artístico) e a "rainha do rebolado" Gretchen e sua filha (que virou filho) Thammy, aceitaram fazer filmes pornôs, e alguns ainda continuam aceitando, por que eu - um ninfomaníaco por excelência - também não posso ser convidado a fazer um? Ah, e quase ia esquecendo do anãozinho do programa Pânico, que também entrou nessa festa!

Está na cara que esse é o mais novo e bem-sucedido nicho mercadológico: fazer filmes pornôs! O Brasil hoje, está em quarto lugar no ranking mundial de melhor mercado pornô, só perdendo pros EUA (1º lugar), Itália (2º lugar) e Holanda (3º lugar). Ou seja, passamos até os japoneses com suas taras sadomasoquistas e os franceses com seus fetiches por sexo sujo. A produtora nacional "Brasileirinhas" já até se associou à mega-empresa "Buttman", do maior produtor do gênero John Stagliano. Mas além de lucrativo, o mercado pornográfico também deve dar algum prazer; imaginem todo aquele requinte, glamour e reconhecimento de virar uma estrela de um gênero cinematográfico? Os autógrafos que irei distribuir para minhas admiradoras com apelidos eróticos no lugar da assinatura, como por exemplo: "Um grande beijo do seu safado moreno da bunda rígida" ou então "Amassos fortes e beijos molhados do taradão da língua nervosa", ou pra melhorar "Beijos e mordidas calientes no cantinho da virilha!". Fico pensando nas fãs (ou os fãs, sei lá!) que vou conquistar com cada filme que eu fizer de grande sucesso! ("Entrando Fundo" é um nome bem legal pro meu primeiro filme, não acham???). Além, é claro, dos milhões que ganharei em cada produção. E não se preocupem nos riscos higiênicos e de saúde. Todos os atores e atrizes são regidos por contrato a fazerem testes de HIV mensalmente!

Contudo, não vejo nenhum problema hoje, pra alguém que já trabalhou no meio artístico e está no anonimato, se sentindo no ostracismo e numa leve decadência, aceitar a fazer um filme pornô. Para atrizezinhas que gostam de criar polêmicas idiotas para terem um pouco mais de fama andando por aí com vestidinhos minúsculos e sem calcinhas, taí a oportunidade certa! Para aqueles aspirantes a atores e cantores que realmente insistem em nos bombardear com atuações medíocres e músicas desastrosas para ganharem seus dindins no fim do mês, o mundo pornô está aí de portas abertas para os receber. Então não esperem mais tempo! Vão lá, inscrevam-se e mandem bala! Pois eu acredito piamente que, daqui há dois anos, metade desses artistas brasileiros estarão estampados em diveeeersas capas de DVD's pornôs. Alguém aí lembrou da Luma de Oliveira? Viviane Araújo? Mulher-Samambaia? Priscila do BBB? Latino? Dado Dollabella? Pois é... façam suas apostas e comprovem mais tarde.

* Marcel Camp será conhecido em breve como "O Garanhão da Sacanagem"!!!

CONTINUE LENDO >>

sábado, 16 de outubro de 2010

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Seu Madruga

A HISTÓRIA:

Don Ramón Valdés (no Brasil: Seu Madruga) é um famoso personagem mexicano do seriado televisivo infanto-juvenil de maior sucesso e duração da história: Chaves.

Interpretado por Ramón Valdés, é um dos personagens de mais destaque da história do programa, cujo estrelato permanece até hoje na televisão brasileira, especificamente no SBT.

Na trama, o personagem tem como filha uma garotinha chamada Chiquinha (Maria Antonieta De Las Nieves), cuja mãe morreu no seu nascimento. Seu Madruga é sempre injustamente castigado com bofetadas no rosto pela vizinha Dona Florinda (Florinda Mieza). Vive fugindo das cobranças de 14 meses de aluguel, feitas pelo Senhor Barriga (Edgar Vivar), dono da vila. Sempre repreende o peralta Chaves, por suas travessuras, com cascudos na sua cabeça, porém, não o odeia. Apesar de frequentemente estar de mau humor, é um homem de bom coração, que ama a todos na vila, especialmente as crianças.

Ramón Valdés faleceu em agosto de 1988, de câncer pulmonar, ocasionado pelo fumo excessivo, e deixa saudades até os dias de hoje. Atualmente, o personagem Seu Madruga é cultuado e possui diversas páginas, blogs e comunidades no site de relacionamentos Orkut em sua homenagem. É de longe o personagem mais querido do seriado, conquistando mais carisma do que Chaves, o personagem principal.

PERSONALIDADE:

Seu Madruga está na faixa dos 50 anos de idade (sua idade é provavelmente estimada entre 45 e 55 anos; uma vez que ele afirmou ter 50 em um episódio, porém, em outro, afirma que "ninguém é velho aos 40 e tantos anos" ao falar de si próprio). É um homem maduro, porém preguiçoso e um tanto desleixado com sua vida e suas responsabilidades. Vive arranjando bicos para conseguir dinheiro (chegou a ser dito que ele nunca concluiu o colégio).

Seu Madruga é visto como um homem bruto e selvagem (como dito pelo seu crítico, Professor Girafales), que perde a paciência com muita facilidade, inclusive com as crianças e especialmente com Chaves. Apesar disso, é um homem que tem muita fé na vida, que tenta manter o bom humor, apesar das más situações que o cercam. Demonstra ter um bom coração e boas intenções, que são notadas por todos ao seu redor.

Mora na casa 72, com a filha Chiquinha, e deve 14 meses atrasados de aluguel ao proprietário da vila, Senhor Barriga, sempre inventando desculpas para não pagar o aluguel. Às vezes, perde a paciência com as crianças e aplica cascudos em Chaves e beliscões em Quico. Neste caso, sempre que é flagrado por Dona Florinda, leva uma bofetada no rosto. Às vezes, ainda é acusado por ela sem ter feito nada ao garoto.

Sua vizinha Dona Clotilde (conhecida como Bruxa do 71), é secretamente apaixonada por Seu Madruga e, para agradá-lo, costuma fazer bolos e salgadinhos para ele. Normalmente, as guloseimas são visadas e roubadas pelas crianças da vila.

AS 20 MELHORES FRASES DO SEU MADRUGA:

1- "Eu sabia que você era idiota, mas não a nível executivo!"
2- "Não existe trabalho ruim. O ruim é ter que trabalhar."
3- "Sabe como é, existem vários tipos de porcarias: papéis, lixo, garrafas,.. Florinda..."
4- “Não há nada mais trabalhoso do que viver sem trabalhar!”
5- "Esta caveira representa 'prerigo','PRE- RI- GO', entenderam bem?"
6- "Como ousa me acordar às 10 da madrugada, Chiquinha?!
7- "Tem uma coisa que não inventaram, e que eu estou a ponto de inventar, Quico... são as bolas feitas com bochechas de moleque aloprado!"
8- "Estou falando com a mula, não com seus carrapatos!"
9- "Quando a fome aperta, a vergonha afrouxa..."
10- "Sou pobre, porém honrado!"
11- "Essas daí são todas assim, Chaves: começam ficando com o chapéu e acabam ficando com a carteira!"
12- "Isto é uma caliúnia! Uma caliúnia! Você sabe o que é uma caliúnia?"
13- "Por 100 mangos eu posso até ser a madrinha do casamento!"
14- "Minha senhora, se acha que pode me comprar com alguns presentinhos, eu vou lhe dizer uma coisa... eu aceito!"
15- “Mas tinha que ser o Chaves mesmo!”
16- “Olha os churros! Churros! Quem vai querer churros?”
17- “Chaves, a diferença entre as duas Alemanhas é simples, é que de um lado se toma Vodka, e do outro cerveja.”
18-"Tenha mais um pouquinho de Barriga, Sr. Paciência... digo..."
19-"E vocês por acaso acham que eu tenho cara de mula? Não respondam!!!"
20- "Eu sempre deixo as vagas de empregos para os mais jovens, e venho adotando essa nobre atitude desde os meus 15 anos!"

CURIOSIDADES:

- A audiência do seriado Chaves caiu consideravelmente quando Ramón Valdés, o "Seu Madruga" saiu do programa após a saída do amigo Carlos Villagrande, o "Quico".

- O episódio que marca sua volta quase um ano depois, registrou um dos maiores ibopes pra série, superando inclusive, o episódio do Churros e o da Morte do Seu Madruga.

- O episódio do Churros foi um dos mais marcantes justamente porque possui um dos mais belos finais de toda a história da série... nesse episódio, a história termina com Seu Madruga assumindo a culpa no lugar de Chaves por ter comido todos os churros compreendendo a fome do menino e aceitando levar as bofetadas de Dona Florinda, mas Florinda já havia descoberto toda a verdade pois Chaves contou a ela bem antes dele assumir a culpa. Ela então sorri e diz que, apesar das desavenças entre os dois, deu orgulho naquele momento de ter um vizinho como ele... um homem, uma pessoa honrada.

- "Chimpanzé Reumático", "Mula Manca", "Burro Empacotado", "Minhoca Desnutrida" e "Velho Raquítico" são apenas alguns dos muitos apelidos que o Seu Madruga ganhou das crianças da Vila.

- É o personagem do seriado com o maior número de comunidades dedicadas e ele composto por um número assustador de fãs. Há camisetas ao estilo "Che Guevara" com o rosto dele e suas frases são bordões ditas até hoje.

ABAIXO, UMA DAS CENAS QUE PROVAM O TALENTO E O CARISMA DESSE ÓTIMO COMEDIANTE:

* Eu sou um fã declarado!!! Da série e do personagem Seu Madruga... e ele é a sexta imagem do meu Blog.

CONTINUE LENDO >>

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

VEMAQUINOMEUBLOG ENTREVISTA #1 (Dilma Rousseff)


Em vésperas de Segundo Turno, o "Vem Aqui No Meu Blog" conseguiu convencer Dilma Rousseff a responder essa entrevista exclusiva. Fui então encapuzado, jogado numa van, e levado a um pequeno estúdio sem janelas ou câmeras onde Dilma responderia todas as perguntas com três ou quatro homens armados de fuzis, no fundo, observando tudo.

VemAquiNoMeuBlog: Candidata, o seu nome como candidata do PT à Presidência foi indicado diretamente pelo presidente Lula, ele não esconde isso de ninguém. Algumas pessoas criticaram, disseram que foi uma medida autoritária, por não ter ouvido as bases do PT. Por outro lado, a senhora não tem experiência eleitoral nenhuma até este momento. A senhora se considera preparada para governar o Brasil longe do presidente Lula?

DR: Mas é claro! Eu sou uma mulher com uma experiência administrativa muito satisfatória!!! Embora, lamentavelmente, muitos duvidam disso.

VemAquiNoMeuBlog: Duvidam que a senhora possua uma experiência satisfatória?

DR: Não, duvidam de que eu seja realmente mulher!!!

VemAquiNoMeuBlog: Mas na sua relação com o presidente Lula, a senhora sempre fez questão de dizer que é muito afinada com ele. Junto a isso, o fato de a senhora não ter experiência e ter tido o nome indicado diretamente por ele, faz com que o eleitor a enxergue como uma marionete do presidente, ou futuramente, veja o presidente Lula como um tutor de seu governo. O que a senhora acha disso?

DR: Ah, eu caminho com as minhas próprias pernas! Sou dona de todas as minhas decisões, e sei que posso comandar este país com total autonomia e liberdade até para fazer minhas unhas e ir ao cabeleireiro. Eu já até vou na feira sozinha!

VemAquiNoMeuBlog: A senhora passou - até talvez por não ter disputado nenhuma eleição até agora - por uma grande transformação física. Cabelo, roupa, o jeito de falar... Foi difícil?

DR: Sim, no início foi complicado... inclusive, eu achei que iriam me transformar numa palhaça colocando tanta maquiagem em mim que era difícil até de respirar. Mas com o tempo, percebi que eu tinha que ter uma imagem marcante e impactante para fazer com que o eleitor lembrasse de minha aparência! Foi então, que contrataram os melhores especialistas em visual e estética e hoje sou uma perfeita mistura de dois ícones mundiais facilmente lembrados: o cantor Wanderley Cardoso e o guru Walter Mercado.

VemAquiNoMeuBlog: Candidata, a gente tem visto muitos petistas envolvidos em escândalos na campanha da senhora. José Dirceu, por exemplo. Qual é o papel que ele terá num possível governo da senhora?

DR: Esse puto ainda tá vivo? Eu jurava que já tinham acabado com ele... er, digo... que já tinham eliminado ele de nossas campanhas! Bom, posso garantir a todos os meus eleitores que o único petista que fará força ao meu lado é aquele barbudinho lindo chamado Luis Inácio da Silva, que por sinal, tem uma voz que me deixa louca de tesão! Zé Dirceu foi um casinho desagradável do passado. E como todo casinho antigo e chato, nós enterraremos à sete palmos.

VemAquiNoMeuBlog: A senhora está satisfeita com os investimentos que estão sendo feitos no Brasil?

DR: Não. Eu não. Eu sou uma pessoa que jamais vou ficar satisfeita. Olhe agora, por exemplo, o estado do meu cabelo diante dessa luz horrorosa desse estúdio! (fazendo cara de nojo). O Brasil está em uma longa trajetória. Vamos precisar investir muito mais. Em saneamento, habitação, saúde, cabeleireiro e guerrilhas... adoro uma guerrilha!!!

VemAquiNoMeuBlog: Por falar em guerrilha, é verdade que, em seu passado de militância, a senhora entrou em grupos armados contra o Regime Militar chegando a ser presa e torturada por organizações do governo?

DR: Sim, foi verdade. Não tenho vergonha nenhuma desse meu passado de Rambo, embora, a única coisa que me incomoda vindo daqueles tempos, é o fato de eu ainda não poder sentar direito... já reparou como sempre tenho que sentar com um lado da bunda pra fora da cadeira? Aqueles terríveis choques que deram entre minhas nádegas transformou meu ânus num abricó torrado!

VemAquiNoMeuBlog: E quanto às FARC, a Força Armada Revolucionária da Colômbia? Muitos dizem também que a senhora tem um passado com eles, isso procede?

DR: Ah, eu queria aprender a atirar num fuzil... e, então, eles me ensinaram em troca de ganharem uma aberturinha em nosso país para uma nova estrutura de narcotráfico. Nada demais!

VemAquiNoMeuBlog: A gente gostaria agora que a senhora, em 30 segundos, desse uma mensagem ao eleitor, que está acompanhando essa entrevista.

DR: Olha, eu agradeço a atenção e quero dizer para o eleitor o seguinte: o meu projeto é dar continuidade ao governo do presidente Lula. Mas não é repetir o governo dele, embora quero que aquele garanhão de 9 dedos me roce a barba todas as noites (diz mordendo os lábios). Quero avançar e aprofundar, como numa relação sexual gostosa. E prometo também sempre estar de cabelo impecável, unhas bem feitas e provar cada dia mais que sou mulher, de fato.

VemAquiNoMeuBlog: Candidata Dilma, agora para finalizarmos nossa entrevista, vamos para um bate bola, jogo rápido... eu pergunto coisas aleatórias e a senhora me responde o que vier na cabeça sem pensar muito, ok?

DR: Tudo bem, já estou acostumada, afinal, já faço tanto isso nos debates televisivos...

VemAquiNoMeuBlog: Um grande líder?

DR: Hugo Chaves.

VemAquiNoMeuBlog: Uma grande líder?

DR: Eu.

VemAquiNoMeuBlog: Uma comida?

DR: Lula. Entenda como quiser, rs. (fazendo cara de safada)

VemAquiNoMeuBlog: Um inimigo?

DR: José Serra.

VemAquiNoMeuBlog: Um ódio?

DR: Marina Silva e aquele sotaque HORROROSO dela!

VemAquiNoMeuBlog: Um sonho?

DR: Ter o cabelo liso de forma mais natural, porque esse aqui, é dose pra leão.

VemAquiNoMeuBlog: Um objetivo presidencial caso ganhe as eleições?

DR: Implantar mais escolas, hospitais e salões de cabeleireiro.

* A realização dessa entrevista foi totalmente falsa, assim como o histórico político de Dilma Rousseff.

CONTINUE LENDO >>

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

terça-feira, 12 de outubro de 2010

Christopher Reeve... ele sempre foi o melhor!!!

Naquela manhã de segunda feira (dia 10 de outubro de 2004), eu acordei triste. Ainda lembro como se fosse ontem. Era ponto facultativo e pré-feriado do Dia das Crianças quando fiquei sabendo que o Super Homem havia morrido. Não o super herói de fato, mas o seu melhor intérprete, o ator Christopher Reeve! Bem, mas talvez a essência e a magia do herói realmente tivesse morrido um pouco por perder aquele que encarnou de maneira tão magistral o maior ícone dos super heróis... e que nos fez acreditar definitivamente que o homem podia voar.

Eu ainda era menino quando presenciei televisivamente Marlon Brando, o poderoso Jor-El, salvar seu bebê da destruição total de Kripton. O pequeno Kah-Lel foi colocado numa espécie de berço protegido por cristais e que navegaria pelo espaço até cair em um planeta qualquer. E o planeta foi o nosso... a Terra. Onde bem mais tarde, o Superman se tornaria um mito, enquanto se esconderia para sempre atrás dos óculos e da humildade de um bondoso repórter conhecido por Clark Kent.

A criação do personagem, concebida por Jerry Siegel e Joe Shuster, é maravilhosa! Superman é o único herói que já nasceu com poderes; ele não foi picado por nenhum inseto mutante, não foi exposto a nenhuma radiação e tão pouco foi treinado por algum tipo de mestre ou mentor. E escolheu a Terra para viver e os seres humanos para proteger. Alguém com tantos poderes grandiosos como os dele, que nem da nossa espécie é, poderia muito bem tirar alguma vantagem disso como querer governar o nosso mundo ou até mesmo dominar a nossa raça! Mas não... ele preferiu se passar por um de nós, acreditando na humanidade e se submetendo aos erros e às falhas tão cruéis de nossos tirânicos seres. Ele escolheu, inclusive, amar uma humana (Lois Lane!) e nunca pensou em impressioná-la ou conquistá-la revelando seus poderes e sua origem. Tudo isso porquê ele possui a bondade acima de qualquer coisa, provando ser o herói mais puro e autêntico que existe.

Portanto, minha tristeza tem fundamento e demonstra a maior coerência do mundo; não perdemos só o extraordinário personagem... deixamos de torcer e acreditar que um dia, o homem que deu vida e emprestou todo um caráter à figura mais bonita da mitologia dos super heróis, voltaria a andar.

Sei que agora ele está voando em outros céus... mas pra mim, Christopher Reeve sempre será o verdadeiro, único e melhor Super Homem que existiu!



* Eu ainda vibro quando ouço esse emblemático tema musical composto por John Williams e me dá logo uma vontade de colocar uma toalha vermelha nas costas, uma cueca por cima das calças e pular do telhado.

CONTINUE LENDO >>

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Infames Probabilidades #2 - Sinceridade que deprime


* Uma realidade incontestável... rs

CONTINUE LENDO >>

domingo, 10 de outubro de 2010

Os Insetos #2 - "Alegoria da Caverna!"


* Clique nas imagens para vê-las em melhor tamanho e ler com mais facilidade!

CONTINUE LENDO >>

sábado, 9 de outubro de 2010

sexta-feira, 8 de outubro de 2010

O Exterminador do Futuro

O que à princípio não passaria de uma produção de baixo orçamento e condenada ao esquecimento, tornou-se num dos filmes mais famosos da história do Cinema, não só pelos seus efeitos especiais inovadores, mas pelo seu argumento original e inventivo. Esse sucesso, deu origem a quatro sequências, tornando a série uma das mais rentáveis de sempre, e permitiu a Arnold Schwarzenegger atingir o estrelato e o reconhecimento da crítica pelo seu papel como Exterminador, e abriu caminho a novas oportunidades não só ao realizador James Cameron, mas aos restantes atores como Linda Hamilton, Michael Biehn, Bill Paxton e Lance Henriksen.

A HISTÓRIA:

Num futuro próximo, um super computador chamado Skynet será criado para toda a rede de defesa americana, porém, sairá de controle e irá considerar todos os humanos uma ameaça, roubando então os códigos de lançamento de todas as bombas nucleares dos EUA e lançando-as contra alvos Russos, provocando assim, uma guerra nuclear. Os sobreviventes serão cercados pelos CAs (caçadores assassinos – andróides feitos somente de endoesqueletos metálicos) e serão enviados para campos de extermínio. É então que, a beira da extinção, um homem chamado John Connor irá liderar os humanos num levante contra as máquinas.

NO PRIMEIRO FILME:

A Skynet reconhece um campo de força capaz de enviar seus exterminadores ao passado (nosso presente), para localizar Sarah Connor, a mãe de John, com o objetivo de exterminá-la evitando assim, que o líder dos humanos nasça. Um modelo 101 de combate da Cyberdine (composto com pele sintética e sangue artificial) é então enviado para matar Sarah a todo custo, mas a rebelião descobre esse plano, e consegue enviar para a mesma época, Kyle Reese, o braço-direito de John no futuro, para enfrentar o tal Exterminador.

NO SEGUNDO FILME:

Depois de fracassar, Skynet consegue aprimorar seus exterminadores, e envia T-1000, um protótipo super avançado, composto de metal líquido e altamente veloz, podendo assim, assumir a forma que quisesse, porém de igual tamanho ou maior que sua estrutura física, mas desde que não fosse de material químico. Novamente, John Connor se antecipa e de posse de um exterminador, modifica seu chip e envia para o mesmo ano o modelo T-800, um andróide mais sofisticado que o antigo T-101, dessa vez, composto por liga de carbono, pele sintética e sangue artificial revestido sobre um endoesqueleto de aço. Embora, com a mesma aparência dos modelos T-101, esse T-800 é alterado por John e volta para salvar sua mãe e protegê-lo em nosso presente.


CURIOSIDADES:

  • Foi o primeiro filme na história do Cinema a alcançar a marca de 100 milhões de dólares numa produção, conseguindo arrecadar em sua bilheteria, mais de 500 milhões!
  • Para atuar em O Exterminador do Futuro 2, o ator Arnold Schwarzenegger recebeu um salário de US$ 15 milhões.
  • A escolha por Robert Patrick para ser o andróide T-1000 foi feita devido ao seu porte físico completamente diferente de Schwarzenegger. A intenção de James Cameron era mostrar um contraste entre os dois, não apenas de poderes, mas também de físico.
  • Uma das sequências retiradas na edição final do filme mostrava um sonho de Sarah Connor (Linda Hamilton), em que Kyle Reese (Michael Biehl), pai de John Connor e quem a salvou no primeiro filme, a avisava que John estava em perigo. Esta era a única cena de Michael Biehl em todo o filme e chegou a ser incluída em alguns trailers promocionais de O Exterminador do Futuro 2
  • Um dos trailers promocionais do filme inclui cenas da construção do andróide T-800, que não aparecem em O Exterminador do Futuro 2
  • Quando o andróide T-1000 imita Sarah Connor, quem atua no filme é Leslie Hamilton Gearren, irmã gêmea de Linda Hamilton.
  • Ainda hoje, esse é considerado um dos melhores personagens de Arnold Schwarzenegger, e o vilão T-1000 é tido como o melhor inimigo já criado em toda a franquia!
  • Na trilha sonora, foram usadas músicas de George Thorogood ("Bad to the Bone") e da banda Guns n' Roses ("You Could Be Mine"). As músicas de fundo foram feitas por Brad Fiedel.
PRÊMIOS:
  • BAFTA: Levou os prêmios de Som e Efeitos Especiais.

Abaixo, um empolgante trailer do T2:


* Eu adoro os dois primeiros filmes - em especial, o segundo! - e "O Exterminador do Futuro" é a quinta imagem no título do Blog.

CONTINUE LENDO >>
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...